O governo de São Paulo anunciou nesta sexta-feira um novo endurecimento das regras da quarentena no estado.

A decisão foi tomada após mais uma semana de aumento de internações pelo novo coronavírus.

Com as novas regras, bares, restaurantes e lojas de conveniência não poderão vender bebidas alcoólicas depois das 20 horas. A medida terá início na madrugada deste sábado (12) e deverá seguir por 30 dias corridos.

Além disso, os bares poderão funcionar até apenas até as 20 horas. Restaurantes, por sua vez, poderão funcionar até as 22 horas, mas com venda de bebidas alcoólicas restrita até as 20 horas. Por outro lado, o governo estadual aumentou o horário de funcionamento de 10 para 12 horas do comércio para evitar aglomerações. Ao invés de 60% da capacidade, poderão funcionar com 40%.

— Nas últimas semanas, tivemos elevação do número de óbitos, internações e de casos e dessa maneira medidas precisam ser tomadas — afirmou o secretário de Saúde, Jean Gorinchteyn.

Segundo o secretário, haverá ajustes também na restrição de algumas atividades, sobretudo aquelas relacionadas ao lazer noturno em bares e restaurantes e lojas de conveniência, incluindo a comercialização de bebidas alcoólicas.

— Uma das recomendações que foi acolhida pelo governo é a redução do horário de funcionamento dos bares. A partir de agora, podem funcionar até 20h. Isso atendendo a obrigatoriedade dos demais protocolos sanitários, como medição de temperatura, distanciamento mínimo entre as mesas, capacidade de 40% e serviço realizado de forma sentada, com no máximo 6 pessoas — explicou João Gabbardo, coordenador do Centro de Contingência da Covid-19.

De acordo com Gorinchteyn, o número de óbitos por Covid cresceu 30,3% entre 15 de novembro e 5 de novembro (47ª e 49ª semanas epidemiológicas). Em relação aos novos casos, houve um salto de 23,6% no mesmo período. O númeor de internações também cresceu 15,5%.

Patrícia Ellen, secretária de Desenvolvimento Econômico, explicou que a regra da fase amarela sofreu uma mudança para evitar aglomerações no comércio. Ao invés de 60% da capacidade, poderão funcionar com 40%. O horário foi ampliado, de 10 para 12 horas diárias.

— Foi uma discussão técnica entre comércio e saúde para atendermos a necessidade do fim do ano, com maior espaçamento entre as pessoas. Passamos para 40% da capacidade, mas com 12 horas de funcioammento — afirmou a secretária.

Em 30 de novembro, todo o estado de São Paulo já havia retornado à fase amarela do plano de reabertura econômica. O anúncio foi feito pelo próprio governador, em coletiva de imprensa, um dia depois da vitória de Bruno Covas à prefeitura da capital. Desde então, estabelecimentos como bares, restaurantes, salões de beleza e academias passaram a funcionar com 40% da ocupação, e não mais com 60%, como previa a fase verde, a anterior.

Fonte: O Globo

Assista ao vídeo e Aprenda como proteger sua equipe e funcionários da loja de conveniência .

Se você se interessa por informações do segmento de loja de conveniência acesse a Categoria Loja de Conveniência do Blog Brasil Postos.

+++ Chegou a vez da loja de conveniência. Saiba como o delivery e o drive thru podem salvar seu posto !

+++ LEIA TAMBÉM : Serviço de Delivery – Uma obrigatoriedade para o mercado de Lojas de Conveniência

+++ Fique atento que o Procon vem aí!

Aprenda como preparar a equipe da loja de conveniência durante a quarentena.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here