CURSO DE GESTÃO EM POSTOS DE COMBUSTÍVEIS 818x100

O consumo de etanol hidratado, o tipo de biocombustível que compete com a gasolina nos postos do Brasil, alcançou 19,38 bilhões de litros em 2018, 42 por cento mais que em 2017 e o maior volume anual já registrado, informou a União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica) nesta terça-feira.

A entidade disse que uma diferença maior de preço entre o etanol e a gasolina, favorecendo o biocombustível, impulsionou a demanda pelo renovável no ano passado.

A associação destacou que a participação do etanol no mercado de veículos leves cresceu para 46 por em 2018, considerando-se também as vendas de anidro, misturado à gasolina, no maior percentual desde 2009. A demanda por gasolina caiu 13 por cento no ano passado em comparação a 2017.

As usinas de cana-de-açúcar mudaram muito para a produção de etanol em 2018, uma vez que o combustível proporcionou maiores retornos financeiros frente à produção de açúcar, já que os preços do adoçante atingiram uma mínima em 10 anos na Bolsa de Nova York no segundo semestre de 2018 em meio à ampla oferta.

Mas não está claro como o setor vai se comportar na nova temporada que começa em abril, já que os preços da gasolina caíram no Brasil desde o pico de 2,25 reais por litro visto em setembro. O preço atual nas refinarias da Petrobras é de cerca de 1,50 real por litro, 33 por cento abaixo desse pico.

A consultoria de açúcar e etanol Datagro disse nesta terça-feira que os preços da Petrobras estão atualmente 5,6 por cento abaixo da paridade de importação da gasolina, indicando um movimento agressivo da estatal brasileira enquanto tenta recuperar sua participação de mercado.

Etanol cai em 14 Estados e no DF, diz ANP; preço médio recua 0,57% no País

s preços do etanol hidratado recuaram nos postos de 14 Estados e do Distrito Federal na semana passada, segundo levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) compilado pelo AE-Taxas. Em dez Estados houve alta, em Mato Grosso do Sul estabilidade e no Amapá não foi feita avaliação.
Na média dos postos brasileiros pesquisados pela ANP houve recuo de 0,57% no preço do etanol na semana passada ante a anterior, para R$ 2,780.
Em São Paulo, principal Estado produtor e consumidor, a cotação média do hidratado recuou 0,61% sobre a semana anterior, de R$ 2,608 para R$ 2,592 o litro. Rio de Janeiro registrou maior recuo no preço do biocombustível na semana passada, de 2,70%, e a maior alta, de 2,11%, foi em Goiás.
Na comparação mensal, os preços do etanol recuaram em 18 Estados e, no Distrito Federal, subiram em sete unidades da Federação e no Amapá não houve avaliação. Na média brasileira o preço do etanol pesquisado pela ANP acumulou baixa de 1,8% na comparação mensal. Mesmo com a liderança na alta semanal, Goiás registrou a maior queda nos preços do biocombustível no período mensal, de 4,12%.
O preço mínimo registrado na semana passada para o etanol em um posto foi de R$ 2,179 o litro, em São Paulo, e o máximo individual ficou de R$ 4,949 o litro, no Rio Grande do Sul. São Paulo mantém o menor preço médio estadual, de R$ 2,592 o litro, e o maior preço médio ocorreu nos postos do Acre, de R$ 4,027 o litro.
Competitividade – Os preços médios do etanol permanecem vantajosos ante os da gasolina em apenas cinco Estados brasileiros – Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná e São Paulo -, todos grandes produtores do biocombustível. O levantamento da ANP compilado pelo AE-Taxas considera que o etanol de cana ou de milho, por ter menor poder calorífico, tenha um preço limite de 70% do derivado de petróleo nos postos para ser considerado vantajoso.
Em Mato Grosso, o hidratado é vendido em média por 59% do preço da gasolina, em São Paulo por 64,74%, em Minas Gerais a 64,97% e em Goiás a 67,42%. No Paraná a paridade está em 69,55%. Na média brasileira, a paridade é de 66% entre os preços médios do etanol e da gasolina, também favorável ao biocombustível.
A gasolina segue mais vantajosa em Roraima, com a paridade de 97,62% para o preço do etanol.

Fonte – Reuters

banner_check_list

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here