O decreto que regulamenta a Medida Provisória (MP) para os postos de combustíveis poderem comprar etanol direto dos produtores tem gerado diversas discussões no setor.

O objetivo do governo federal com a ação é de diminuir o preço do combustível.

Segundo o presidente do Fórum Nacional Sucroenergético, Mário Ferreira Campos Filho, nos locais com usinas próximas e distribuidoras afastadas essa regulamentação “realmente pode representar uma eficiência logística e ter a possibilidade de um produto mais competitivo”.

A MP havia sido assinada no dia 11 de agosto pelo presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) e o texto estabelecia um prazo de 90 dias para o início da vigência. No entanto, o governo decidiu antecipar o decreto, diante da escalada do valor dos combustíveis no país.

O texto diz que os postos deverão informar na bomba de forma clara a origem do produto. A fiscalização da qualidade dos combustíveis é justamente uma das maiores discussões em relação à medida.

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados do Petróleo do Estado de São Paulo (Sincopetro), José Alberto Paiva Gouveia, disse que “o consumidor precisa tomar cuidado com os ‘preços milagrosos’, porque isso não existe”.

Já o sócio-diretor da Leggio Consultoria Marcus D’Elia também questiona se os preços realmente vão diminuir com o decreto. “Existe um aumento de custo para o produtor quando ele envia esse produto diretamente para o posto”, ressaltou.

“Ele não é o mesmo custo por quilômetro quando se está movimentando através de uma distribuidora, é mais caro.”

ASSISTA AO VÍDEO 

CEO da Ipiranga

Em entrevista à CNN, o CEO da Ipiranga, Marcelo Araújo, reforçou a preocupação com o preço dos combustíveis. Porém, ele também relatou que a regulamentação da MP não deve ter um grande efeito sobre os valores.

“Infelizmente, na visão de praticamente todos os agentes desse setor, entendemos que ainda que bem intencionadas essas medidas não vão trazer um impacto de redução do preço dos combustíveis nas bombas”, disse.

“Ao contrário, podem até agravar alguns problemas crônicos do setor, como a elevada sonegação, adulterações e fraudes.”

Fonte: www.cnnbrasil.com.br

✔ Como você padroniza e monitora as operações no seu posto de combustível e loja de conveniência ? Assista ao vídeo e conheça o Aplicativo Check List Brasil Postos

+++ ATENÇÃO REVENDEDOR – Recupere os tributos indevidos na venda de cigarros. Saiba como:

+++ Recuperação judicial – Um remédio eficaz para tirar o posto revendedor da crise financeira

+++ Recuperação de imposto pode salvar revendedor endividado!

+++ Sua revenda tem créditos do ICMS e INSS a receber ?

+++ Postos podem ter o equivalente a 4,9 folhas de pagamento para receber de volta

+++ Centenas de Postos já recuperaram impostos sobre a folha de pagamento. Descubra se você tem $ a receber.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here