Gestao_Financeira_Postos
Esse é o maior dos maiores erros dos donos dos postos, entenderem que lucro é salário ou que o saldo pode ser utilizado. O lucro nunca será o valor disponível para ser retirado da operação.

Uma das maiores dúvidas nos postos: Apurei lucro, mas não tenho esse valor disponível em caixa. Está certo? Pode isso? Qual empresário já não pensou dessa forma e percebeu a dura realidade, como diz o dito popular: “nem tudo que reluz é ouro”

Demonstração do Resultado x Fluxo de Caixa – O dono do posto não precisa ser contador para entender a finalidade de cada uma dessas peças fundamentais na gestão: DRE – Demonstração do Resultado do Exercício e Fluxo de Caixa.

Se não entende ainda, basta procurar por nosso curso gerencial de gestão financeira para postos e terá a noção perfeita sobre o que estou falando. Pois bem, a DRE representa uma demonstração estática e é elaborada ao final de cada período.

Sua utilização é essencial ao final de cada mês, pois é por esse instrumento de gestão, que a performance do negócio e da operação são medidos. Nesse instrumento o dono do posto ou gerente, encontrará o resultado apurado no mês, podendo ser lucro ou prejuízo.

banner_Leia _também1

        LEIA TAMBÉM +++ Quebra de caixa. Como você gerência no seu Posto?

Enquanto o Fluxo de Caixa representa a movimentação de recursos em caixa que o posto realiza diariamente, sendo que ao final do mês é possível identificar o saldo real de caixa disponível para o posto. Mas que não necessariamente serão idênticos os saldos de cada instrumento.

 imagem destaque curso gestão financeira2Regime de Caixa e Regime de Competência

O fato desses instrumentos não apresentarem os mesmos saldos define pelos regimes contábeis existentes, sendo eles Regime de Caixa e Regime de Competência que defino a seguir:

Regime de Caixa: Todos os registros são considerados no momento que exatamente alteraram os saldos de caixas, ou seja, aumento ou diminuição do caixa.
Regime de Competência: Todos os registros são considerados no momento que ocorrem independente de aumentar naquele momento o caixa ou não. Como exemplo são as receitas que foram pagas com cartão de crédito. Ou seja, a modificação do caixa nesse momento não ocorre e não integra o fluxo de caixa, porém para efeito de receitas na DRE, com certeza deve ser contabilizada.

 Lucro Não Corresponde a Disponibilidade Imediata de Caixa

Esse é o maior dos maiores erros dos donos dos postos, entenderem que lucro é salário ou que o saldo pode ser utilizado. Se pensa dessa maneira está errado, o lucro nunca será o valor disponível para ser retirado da operação, mesmo que o saldo da conta bancária exceda ao lucro apurado naquele período. Portanto, fica aqui um ponto de atenção para os donos de postos que entendem que lucro é sinal de caixa disponível, que por sua vez, pode representar o valor disponível para retiradas. Um bom fluxo de caixa poderá contribuir para o dono entender quando e quanto poderá ser retirado de salário, desde que esteja definido esse salário e que não afete o capital de giro da operação.

Fica a dica! Até breve. Carlos Bispo.

banner colunista carlos

Se você tem interesse em mais artigos e informações sobre Gestão Financeira, clique aqui e acesse no nosso Blog Brasil Postos que possui um categoria dedicada a estes assuntos. 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here