Em muitos negócios ter lucro não é sinônimo de um bom fluxo de caixa. Isto porque nem sempre o lucro gerado é suficiente para suprir as necessidades de investimento e de financiamento das empresas, em especial as do varejo de combustíveis. 

Neste sentido, manter o caixa da empresa saudável pode se tornar um grande desafio. 

Para manter-se longe do endividamento e do descontrole, devemos agir de forma estratégica. Confere essas 5 estratégias para você já aplicar no seu negócio. 

1️⃣ Seja ágil e eficiente nas decisões rápidas

O primeiro passo para agir estrategicamente na gestão do caixa é ter informações e controles que garantam agilidade nas decisões. Invista em uma ferramenta para análise detalhada dos números. 

Vá além do Contas a Pagar e a Receber e implante um controle de fluxo de caixa que leve em conta a separação das entradas e saídas (fluxos de caixa) em operacionais e não operacionais.

Assim, você poderá visualizar de forma mais clara a capacidade que a atividade fim gera de caixa, o que irá permitir traçar estratégias mais ágeis em relação a capacidade de endividamento e as sobras. 

 2️⃣ Tenha uma política para distribuir as sobras

Quando a atividade da empresa gerar caixa positivo, é fundamental você saber administrar a sobra de caixa. Para isso, defina critérios anuais (pode ser um %) para retenção do capital de giro, distribuição dos lucros, investimentos, compra de novos equipamentos e constituição de reservas (para o 13º, as férias ou riscos futuros).

É nas retiradas descontroladas ou investimentos não planejados que o dinheiro da empresa pode ser comprometido. Tenha muito cuidado com estas decisões.

3️⃣ Retenha e administre o capital de giro

Quando o mercado oscila e foge das nossas projeções é o capital de giro quem garante a segurança do negócio, e no varejo de combustíveis administrá-lo adequadamente garante segurança na hora da oscilação dos preços. Além disso, a retenção do capital de giro vai possibilitar que você aproveite oportunidades de compra com preços e prazos menores, em especial na loja de conveniência,  agindo mais estrategicamente.

 

4️⃣ Selecione os KPIs estratégicos

Para agir e tomar decisões estratégicas, uma dica é selecionar aqueles indicadores que te apontam a direção e alertam quando os números saem do planejado. Posso sugerir três indicadores estratégicos que utilizamos muito na hora de decidir sobre o fluxo de caixa: I – A geração de caixa operacional; II – O grau de endividamento e III – O caixa acumulado anual (após projeções).

 5️⃣ Projete impactos e planeje o cenário financeiro

Trabalhe com projeção de cenário e planejamento financeiro para que os indicadores te apontem a direção. Para conseguir manter o fluxo de caixa saudável você precisa projetar quanto vai faltar ou sobrar nos próximos meses. Somente assim, suas estratégias poderão ser eficientes e eficazes.

Identifique todas entradas e saídas de dinheiro, linha a linha na sua projeção, agrupe por operacionais (decorrentes da sua atividade fim) e não operacionais (investimentos ou financiamentos). Assim, você poderá realizar ações mais estratégicas para a realidade do seu negócio.

+++ Conheça os serviços de Consultoria Financeira da Academia de Ensino Brasil Postos

Ampliar os negócios, os lucros e a produtividade é desejo de muitos empresários. Para que você esteja pronto para ampliar a sua lucratividade é necessário fazer uma avaliação constante dos resultados, implantação de processos administrativo-financeiros e definição de estratégias. 

Dica Bônus: A Roma Business é especialista em gestão econômica, financeira e processos administrativos-financeiros, ter ao seu lado um time de especialistas pode ser mais viável do que você imagina. Busque profissionalizar a sua gestão e os processos, não acredite que isto é somente para empresas de grande porte. Entre em contato com nossos especialistas e saiba mais.

👉 Assista ao vídeo 👇

Autora Rosane Machado – @rosanefinancas

Sobre a autora: É empreendedora, Professora de MBAs, Palestrante, Mentora e Consultora empresarial. Mestre em Controladoria e Finanças.  Contadora. Atua há mais de 20 anos com gestão financeira e governança, em especial em empresas familiares. Autora de livros e artigos sobre gestão.

É fundadora da Roma Business Consulting @romabc @romabusinesscollege. Possui atuação focada nas melhores técnicas e estratégias para profissionalização e governança das empresas. Já auxiliou mais de 500 empresários a impulsionarem seus empreendimentos nas consultorias de gestão e ensinou mais de 10 mil alunos. 

Pop_Up_Planilha

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here