Os problemas mais graves da gestão financeira que encontrei nestes mais de dez anos de atuação junto aos empresários do varejo de combustíveis estão relacionados ao mau uso do dinheiro.

Não é novidade que ao longo dos anos este mercado  tem se tornado extremamente competitivo, com margens de lucratividade cada vez mais justas, impactando a forma como os gestores administram o seu fluxo de caixa.

Fator este que não justifica a negligência de empresários em relação ao controle do dinheiro gerado por sua operação, refletindo por vezes no endividamento. Claro, cabe destacar que os empréstimos e financiamento quando tomados na dose certa e nas condições adequadas podem alavancar o crescimento de uma empresa.

E é justamente neste ponto que a gestão financeira estratégica auxilia.

Por que ela possibilita o domínio de três aspectos essenciais ao sucesso financeiro. O planejamento, a execução e o controle.

Para manter-se competitivo e saudável financeiramente é indispensável que as decisões estejam atreladas a um PLANO CLARO com metas bem definidas, inclusive para gastos, um CONTROLE ASSERTIVO para garantir que não existam perdas ocultas e uma EXECUÇÃO ALINHADA ao planejamento, pois somente assim é possível ganhar velocidade e atingir resultados satisfatórios. 

E tudo isso pode ser feito com o domínio de algumas ferramentas que são cruciais para a gestão financeira eficiente, são elas:

1️⃣ O FLUXO DE CAIXA (MAPA FINANCEIRO) – com ele é possível identificar o quanto o seu posto faz de dinheiro realmente, através da análise da geração de caixa operacional. Funciona como um mapa financeiro de toda a movimentação do dinheiro, servindo como importante ferramenta de planejamento e estratégia. 

2️⃣ O PLANEJAMENTO FINANCEIRO – Estabelecer metas de curto e médio prazo direciona o uso do dinheiro de maneira muito mais inteligente. A partir do mapa financeiro cenários devem ser traçados na busca de planejar o que poderá ser destinado a investimentos, reformas, retiradas e até mesmo ao pagamento de dívidas.  Desta forma, fica muito mais fácil administrar o capital de giro e manter as contas em dia.

 3️⃣ A DRE GERENCIAL – entender a lucratividade separada por negócio (loja, pista e serviços) permite administrar melhor os gastos fixos e realizar definições em relação ao quanto (volume) deve ser vendido. É preciso estar constantemente analisando a lucratividade para compreender o ponto de equilíbrio (volume de vendas necessário para se manter lucrativo).

Os números, as técnicas e as ferramentas de gestão podem e devem ser um grande aliado do seu negócio, tratei aqui de alguns pontos chaves para uma gestão financeira mais assertiva. Aplique no seu dia a dia e complemente com aquilo que faz mais sentido para você.

O meu desejo é que a gestão financeira possa ser um grande aliado para que você tome decisões mais estratégicas relacionadas ao uso do dinheiro. Lembre-se sempre: Os números podem ser seu melhor conselheiro! Não seja amador em suas finanças, haja com planejamento, controle e organização financeira!

Assista ao vídeo

 

Autora Rosane Machado – @rosanefinancas

Sobre a autora: É empreendedora, Professora de MBAs, Palestrante, Mentora e Consultora empresarial. Mestre em Controladoria e Finanças.  Contadora. Atua há mais de 20 anos com gestão financeira e governança, em especial em empresas familiares. Autora de livros e artigos sobre gestão.

É fundadora da Roma Business Consulting @romabc @romabusinesscollege. Possui atuação focada nas melhores técnicas e estratégias para profissionalização e governança das empresas. Já auxiliou mais de 500 empresários a impulsionarem seus empreendimentos nas consultorias de gestão e ensinou mais de 10 mil alunos. 

Pop_Up_Planilha

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here