banner_uniforme

Ah! A conta de luz. Outro dia visitei um cliente, e conversando a respeito da loja trocamos algumas ideias a respeito dos custos operacionais do negócio. Um dos custos mais alto é sem dúvidas o da energia elétrica.

Por suas características próprias, as lojas de conveniências têm diversos equipamentos “papa-luz”. Desde a máquina de café até as geladeiras, passando pelo ar-condicionado e os expositores aquecidos e resfriados. São muitos equipamentos com alto consumo de energia que fazem com que a conta de luz seja significativa no DRE. O que piora ainda mais em períodos da chamada bandeira vermelha.

frezzer1.jpgO que fazer para reduzir esse custo mensal? Tentarei responder esta pergunta dando algumas sugestões muito práticas. Em primeiro lugar, sugiro contratar um profissional para fazer uma avaliação da distribuição da carga elétrica. Muitas vezes a carga pode estar mal distribuída entre os equipamentos e a rede instalada, gerando ociosidade por um lado e sobrecarga por outro. Isto contribui para sua conta ser mais alta. Avalie a instalação de capacitores. Estes equipamentos também ajudam a reduzir o consumo.  O mesmo profissional pode lhe indicar as melhores opções para o seu caso.

Outra dica é buscar equipamentos mais modernos, de consumo menor. O Inmetro possui uma tabela indicando os equipamentos com melhor desempenho. Se trabalha com expositores comodatados(emprestados) é interessante negociar a troca, caso eles já estejam muito velhos.

Sua loja certamente deve vender picolés e sorvetes.  Já fez a conta para saber quanto seu expositor gasta de luz por mês? Para isso, basta ter em mãos a sua conta de energia elétrica e dividir o valor total pelo número de kilowatts consumidos. Isto lhe dará o custo por kilowatt.  Depois, você olha no manual do equipamento, quantos kilowatts/hora ele consome. Multiplique o valor por 24(horas do dia) e depois por 30(dias do mês). Terá o consumo total de kilowatts/mês. Multiplique o consumo total pelo valor do kilowatt/hora. Este é o valor do consumo mensal do equipamento. Para facilitar, informo que um expositor de sorvetes horizontal de 2 portas e 563 litros, consome aproximadamente R$178,85 por mês.

frezzerUm expositor resfriado de bebidas com porta de vidro, consome mensalmente R$357,70. É um custo bem alto. Mesmo para equipamentos novos, que eu usei como exemplo. Imagine o consumo de equipamentos velhos. Citei alguns números porque lembrei de uma loja que possuía 2 expositores de sorvetes de marcas distintas. A menos que vendesse muito valeria a pena ter o gasto “dobrado” de energia elétrica. Um consumidor que entra na loja para comprar um picolé de limão, vai comprar da marca que estiver a disposição, independentemente de qual seja.

Concorda? Se tiver como ajustar com o fornecedor um aumento na frequência de entregas, talvez não precise de 2 expositores. E além de reduzir o custo de energia, não fica com seu estoque elevado. Troque suas lâmpadas convencionais por lâmpadas de led.  O consumo é muito menor e a durabilidade muito maior. Avalie se não há equipamentos ociosos, tanto na área de vendas quanto na retaguarda da loja.

Se sua loja utiliza ar-condicionado, faça a limpeza regularmente. Regule sempre o termostato em 23°C, que é a temperatura ideal. Algumas pessoas acreditam que se programarem o termostato em 18°C o ambiente vai esfriar mais rápido. Só que esquecem de reprogramar para 23°C quando a temperatura já está agradável. Com isso, o ar-condicionado funciona a pleno todo o tempo, jogando o consumo lá pra cima e nunca chega nos 18°C. A última dica é fazer uma análise de custo-benefício da instalação de sistema de energia solar apenas para a loja. Atualmente há casos em que o investimento tem prazos de retorno bem mais curtos. Algo em torno de cinco anos. E também existem fornecedores que financiam uma parte do investimento. Com o que você economiza de energia elétrica, consegue pagar a prestação.

Até a próxima semana.

banner_check_list

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here