Dê uma olhada na pista de abastecimento. Quantos automóveis estiveram no seu posto hoje?

Para a maioria dos veículos, geralmente é recomendável que o óleo do veículo seja trocado pelo menos a cada 5.000 quilômetros. Portanto, se houver mais de 1000 mil veículos que abastecem semanalmente no seu posto e precisam de troca de óleo a cada 5.000 quilômetros, isso significa que há uma grande demanda latente por troca de óleo.

Então, vamos supor que consiga garantir que 10 % dos veículos que abastecem no seu posto realizem este serviço com você. Parece um bom negócio, não é mesmo?

Os negócios de troca de óleo estão crescendo rapidamente porque as pessoas se conscientizaram da importância deste serviço para a manutenção dos seus veículos e, principalmente,  por que os revendedores conseguem margens de lucro acima de 35% sendo que este percentual é muito maior do que a margem de contribuição que recebem pela venda da gasolina, por exemplo.

Porém, uma vez que o revendedor já tenha se convencido da importância da troca de óleo para aumentar o mix de produtos do posto e a sua lucratividade, o segundo passo é definir qual a estrutura e os equipamentos necessários para a realização deste tipo de serviço.

É sobre os equipamentos para troca de óleo que vamos falar neste post, especificamente sobre uma difícil decisão que deve ser tomada: qual é a indicação de equipamento para tarefas que serão executadas e de acordo como a especificação de cada produto.

A decisão entre a construção de uma valeta para a troca de óleo ou o investimento em um elevador automotivo deve levar em consideração a experiência do compra do cliente, os riscos de contaminação, os custos de manutenção e a segurança e praticidade do lubrificador.

Valeta para Troca de Óleo.

As valetas para Troca de Óleo podem ser construídas em alvenaria ou em chapas metálicas. O uso destas valas não leva em consideração a organização dos resíduos resultantes da troca de óleo (filtros, óleo usado), pois não propicia local adequado para o descarte dos mesmos, carece de praticidade na organização das ferramentas necessárias para o trabalho e apresenta deficiências na área disponível para os mecânicos realizarem suas tarefas, além de provocar frequentes derrames de óleo no solo.

A vala possui um investimento grande na construção, pois é um buraco com impermeabilização e acabamento de cimento. O custo de revestimento pode muitas vezes superar o custo de construção uma vez o que mais indicado é a utilização de chapas com anti corrosão,  pois o uso de chapa metálicas sem tratamento pode levar a deterioração dos materiais.

Em ambientes com nível de lençol freático alto o uso de bombas permanentes é necessário para evitar um ambiente de trabalho muito ruim e úmido.

Com as grades fechadas ou perfuradas a vala se transforma em um ambiente confinado, que pelas Normas Reguladoras do Ministério do Trabalho exigem um treinamento especial e uma gratificação salarial de periculosidade especial.  Se houver tanque de óleo dentro da vala a situação ainda piora pois gera um ambiente confinado com óleos e graxas, insalubre em nível máximo. Grades mal construídas podem também ocasionar queda de pessoas e de rodas de carro comprometendo a saúde de clientes e trabalhadores.

A escuridão em determinados pontos e o calor dentro da vala completam o caos dessa solução que entendemos não se adequar para veículos leves, totalmente ultrapassada.

A única vantagem da vala é: o carro fica em nível do piso, é só estacionar, e o operador trabalha em pé. Vale todo o inconveniente e risco para esse tipo de vantagem?

 Elevador Automotivo

Um elevador possui manutenção altíssima após o primeiro ano de uso. Existem casos em que após 5 anos de uso a manutenção foi igual ao custo de aquisição.

Muitos clientes não colocam seu carro no elevador. Simplesmente porque não gostam, tem medo de quedas, de danificar o carro e até mesmo de chegar perto daquele trambolho.

O ponto de venda da troca de óleo deve servir também para expor e vender outros produtos para os clientes, porém muitos não gostam da experiência de ficar embaixo de um elevador.

Com elevador você afasta seu cliente da loja de troca de óleo e esconde toda a publicidade e produtos da loja.  Com a vala isso não acontece.

Mas o maior problema são os acidentes que acontecem com frequência país afora. Lubrificação incorreta do mecanismo do elevador, mau uso ou por falhas técnicas e tantos outros problemas ocasionam tragédias que podem comprometer a imagem do estabelecimento, isto sem considerar os custos financeiros.

+++ LEIA TAMBÉM: Homem morre esmagado por elevador hidráulico durante troca de óleo em posto de gasolina de SP

Conclui-se que o elevador é mais indicado para serviços pesados no carro, troca de catalisador, homocinética, escapamento e outros !  Não é um equipamento indicado para atendimento ao público que só deseja trocar o óleo do seu carro.

Em vista do que citamos acima qual a melhor solução?

Cada vez mais os veículos têm vindo de fábrica preparados com as condições ideais para a troca de óleo pela parte superior, com o veículo em nível do solo, que é uma prática comum na Europa.

Muitos veículos nacionais já permitem a troca de filtro pela parte superior, não necessitando de nenhuma elevação.

No Brasil o assunto “troca de óleo por sucção“, começa a tomar um rumo correto com o advento da vinda para o Brasil de uma Industria Italiana de renome internacional e “know how” em troca de óleo, a Flexbimec, que comercializa seu produto “Troca de óleo por sucção”, Modelo 3198 para as principais oficinas do Brasil.

Rampa de Alinhamento

Aliado a isso, pensando-se na ventilação e conforto térmico na troca de óleo, utiliza-se a alternativa de uma “rampa de alinhamento de pneus”, que pode ser instalada juntamente como uma Troca por Sucção.

A rampa de alinhamento eleva até 80/90 cm o veículo, e permite a troca de óleo pelo bujão inferior do Carter ou por sucção em nível do solo. A vantagem desse produto é que ele trabalha a questão da qualidade do ambiente para o operador, que não tem mais o desconforto térmico de uma vala apertada e pode trabalhar com bandejas de coleta inferior e executar o trabalho com mais tranquilidade e segurança. E, como plus no pacote, a rampa de alinhamento propicia o alinhamento de rodas, ajuda na troca de filtro e propicia ao lubrificador realizar até outros serviços que podem rentabilizar esse ponto de venda.

Nichos para guardar ferramentas, local para acoplamento de bandejas coletoras e óleo (bandeja de piso para peças e filtros e bandejas de coleta de óleo usado) acopladas ao equipamento são outras vantagens e facilidades que esse produto pode oferecer.

A rampa de alinhamento ainda possui ventilação e iluminação natural e, se for instalado uma plataforma gravitacional sem pistões não é necessária a manutenção, pois esses modelos trabalham unicamente com o peso do veículo e travas de segurança.

Máquina de Troca de Óleo por Sucção

A troca de óleo por sucção é uma tendência mundial, pois muitos carros importados já vêm sem o bujão de Carter e outros possuem o Carter construído de alumínio, o que torna o veículo muito mais suscetível a danos em uma eventual imperícia na retirada de bujões inferiores no momento da troca de óleo de motor.

Veículos nacionais também estão cada vez mais demandando esse produto, e a prática tem ganhado vários adeptos devido à sua praticidade, qualidade na execução da troca de óleo e retirada de 100% do óleo do motor, o que não ocorre em determinados veículos nacionais na troca pelo bujão inferior do Carter.

Obviamente que o mercado possui produtos de qualidade ruim, com pouca sucção, e esse é o erro de diversas empresas fabricantes de produtos similares no Brasil.

A baixa performance dos projetos até então comercializados tratou de criar uma desconfiança no público sobre o total esvaziamento do óleo do motor com essa prática. Com o uso de produtos com projetos consagrados mundialmente, como o citado anteriormente, isso certamente não ocorre.

Sendo assim, respondendo à pergunta inicial da matéria, pensando-se tecnicamente e comercialmente, temos os pontos a seguir:

– Menor custo inicial de aquisição de equipamento de alinhamento, que permite a troca de óleo normalmente pela parte inferior, mas aliado a máquina de troca por sucção Flexbimec, atende todas as necessidades;

– Menor custo de manutenção, pois um equipamento de alinhamento sem pistões pode ser uma solução de baixo custo e muita segurança;

– Em pensando-se na comodidade do seu cliente em transitar ao redor do veículo, com um local com boa aparência;

Se pensarmos na adequação ambiental da troca de óleo, com bandejas de coleta de resíduos sólidos e possíveis derrames e com a coleta e armazenagem de óleo usado, protegendo seu Posto de qualquer derrame de óleo;

– Em pensando-se na qualidade de trabalho do lubrificador, em ambiente arejado e com espaço para troca e verificação de diversos itens;

– Se comercialmente pensarmos na quantidade de serviços que podem ser oferecidos adicionalmente a troca de óleo,

A resposta é: Nem elevador, nem valeta: manter o carro em nível do solo para uma troca por sucção e, como complemento instalar um sistema de elevação parcial (como a rampa de alinhamento), que manterá o veículo na altura mínima necessária para a boa performance do serviço a ser executado.

A solução não exige obras especiais, apenas equipamentos corretamente projetados para cada operação de troca de óleo.

Pensar diferente é hoje uma necessidade de todos os segmentos de mercado, visando um aumento de vendas com melhores custos de aquisição com o mínimo de infraestrutura a ser adequada!

Gostou da dica? Fique atento em nossas redes sociais que toda semana publicaremos conteúdo de qualidade para ajudá-lo a garantir uma operação eficiente e sustentável através do uso de equipamentos de qualidade.

Você está interessado em conhecer empresas certificadas que produzem e comercializam equipamentos para postos de combustíveis? Conheça o CSMEPS.

As empresas associadas a ABIMAQ e que participam do Núcleo CSMEPS possuem soluções de grande praticidade, rapidez, confiabilidade, ergonomia e segurança ambiental oferecendo soluções para o revendedor que deseja aumentar suas vendas e seus lucros atendendo seu cliente com tecnologia e inovação.

Quem somos  – A CSMEPS – Câmara Setorial de Máquinas e Equipamentos para Postos de Serviços e Soluções de Abastecimento foi criada em abril de 2016 para dar foco em sistemas  de armazenamento, transferência, filtragem, abastecimento e controles de fluidos, em especial combustíveis e derivados, englobando empresas associadas à ABIMAQ que produzem máquinas e equipamentos para todos os segmentos desde Postos de Serviços, Distribuidoras de Combustíveis, Transportadoras, Grandes Consumidores, Portos e Aeroportos, Agronegócio e Pontos de Abastecimento em geral.

Escrito por Renato da Silveira – Professor, consultor e palestrante é fundador do Portal Brasil Postos e é especializado em estratégias de marketing digital e inbound marketing para o segmento de postos de combustíveis e lojas de conveniência.

Colaboração técnica de Márcio Pontes- Flexbimec Brasil.

+++ As principais causas de vazamentos em postos de combustíveis. Modelo antigo X atual

+++ A transformação do setor de revenda de combustíveis

+++ Entenda a Importância na Programação de Operações de Manutenção em um Posto de Combustível

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here