Banner-Topo-Cursos-Todos

Continuamos hoje a tirar algumas dúvidas que são frequentes e preocupantes, assim como muitas pessoas falam na internet e também nos postos, entre amigos, sobre a adição de produtos ao diesel .Arla 32 quem deve usar, o que acontece se não usar ou se substituir

Quando vou ter que colocar Arla 32 na minha caminhonete?

As caminhonetes, SUVs e outros veículos a diesel de pequeno e médio porte utilizam o Sistema EGR e não utilizam o Arla 32, ele é utilizado apenas para alguns modelos de ônibus, caminhões e outros veículos de grande porte, que para se adequar ao Proconve P7 é necessário o uso do sistema SCR.

O Arla 32 é adicionado ao combustível?

Algumas pessoas tem enviado perguntas sobre como adicionar o Arla 32, se ele é misturado ao diesel. Não!O Arla 32 não é para ser adicionado ao tanque de combustível! Ele é/será utilizado apenas para motores a diesel com sistema SCR (Selective Catalyst Reduction), ou seja, apenas para alguns modelos de caminhões e ônibus, os veículos com sistema EGR não utilizam Arla 32. Os veículos que o utilizam tem o Arla 32 adicionado a um tanque separado do combustível, este tanque normalmente é ao lado do tanque de combustível, mas tem a tampa na cor azul, exclusivamente para o uso do Arla.

Posso colocar água no tanque do Arla 32?

Já recebemos o questionamento, bem como vimos em alguns fóruns comentários de pessoas falando sobre a substituição do Arla 32 por água. Isso é um erro, o sensor que existe no sistema SCR irá identificar rapidamente que o líquido não é Arla 32, irá aparecer o alerta de falta de Arla 32 no sistema e isso irá levar a uma redução da potência do motor. Se isso acontecer, e não for adicionado corretamente o Arla 32, além dos danos ao meio ambiente e ao veículo, o mesmo estará automaticamente fora da garantia do fabricante, já que o sensor irá indicar que houve o mau uso do veículo.

Se o Arla 32 é um composto de uréia, posso substituir por uréia e água?

Apesar do Arla 32 ser um fluído composto por uréia não é possível fazer uma solução caseira de uréia para substituir o Arla 32, a uréia utilizada na sua composição é diferente da comercializada no mercado, possui um grau de pureza superior e não pode ser substituída. Qualquer tipo de substituição é identificado pelo sensor presente nos veículos e isso leva automaticamente a perda da garantia do veículo.

LEIA TAMBÉM: Lei trabalhista entra em vigor

Atenção – Apesar de conter ureia como o Arla 32, urina pode corroer componentes do caminhão.

A tecnologia Euro 5 e os sistemas de pós-tratamento de gases poluentes trouxeram ao Brasil muitos termos novos. EGR, SCR, OBD. Estes nomes já não são tão estranhos ao caminhoneiro. No entanto, um destes novos componentes passou por uma mudança de nome para evitar uma possível confusão com a urina humana, algo que nem todos se lembram. Esta substância é o Arla 32.

Quando o Euro 5 estava começando no Brasil, o Arla 32 ainda era chamado de ureia. Esta nomenclatura foi alterada, porém, para evitar que a solução fosse confundida com a urina. Apesar da aparente semelhança, uma vez que ambos possuem ureia em sua composição, Arla 32 e urina são dois compostos completamente diferentes, como explica o engenheiro da área de reposição da Ford, Paulo Carpenito.

“O ARLA32 é composto por 67,5% de água e 32,5% de ureia técnica, ou seja, produzida em laboratório. Já a urina humana é composta por 95% de água e 5% de ureia, mais ácido úrico, cloreto de sódio e outros componentes”, afirmou o engenheiro. Ou seja, não adianta tentar “enganar” o computador de bordo de um caminhão Euro 5 jogando urina humana no tanque de Arla. Não somente o sistema eletrônico do caminhão não aceitará a substância como diversos componentes importantes, e caros, podem ser seriamente danificados por esta prática.“A redução catalítica não será eficaz, pois possui menos de 5% de uréia (contra 32,5% do Arla 32) e o sensor de NOX irá acusar alto nível de emissões, tirando a potência do motor. Além disso, o ácido úrico e o sal (cloreto de sódio) irão provocar corrosão no EGP e em toda a tubulação de escapamento”, concluiu.

É preciso ter cuidado com esta nova tecnologia Euro 5. Sempre use o diesel S-50 e o Arla 32 de empresas confiáveis, afinal o barato pode acabar saindo caro e danificando o funcionamento do caminhão. E como todos nós sabemos, caminhão parado é prejuízo.

9 COMENTÁRIOS

    • Olá, Mariceia obrigado pelo contato. A arla é uma substância química e altamente corrosiva. Após o uso do galão ele deve ser descartado em local apropriado. E você NÃO DEVE COLOCAR água ou qualquer ou líquido para consumo ( beber ) pois você pode ser contaminar.
      Atenciosamente, Equipe Brasil Postos

  1. O arla32 é essencial para economia de combustivel e o combate a emissão de poluentes, alem disso, gostaria de saber se a falta do arla32 pode danificar alguns componentes do veiculo, como por exemplo uma bomba?
    desde já agradeço.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here