Quem pára em um posto para abastecer um veículo não imagina, mas trazer o combustível até as bombas exige um trabalho complexo. 

Da pesquisa de preços ao transporte, sobram etapas e falta conveniência, especialmente para os postos pequenos. Sem grandes fluxos de caixa ou transportadoras próprias, muitos ficam limitados a um ou dois fornecedores que oferecem condições mais viáveis.

Mas se depender do empreendedor Pedro Henrique Oliveira, o processo todo pode ser diferente. Ele é um dos fundadores da Pronto Combustíveis, aplicativo que permite pesquisar preços, fazer as compras e até solicitar crédito. A plataforma também conecta os estabelecimentos a caminhoneiros ou transportadoras quando necessário.

Com isso, ela abre caminhos para os negócios menores e também economiza tempo para os maiores. A grande sacada foi levar tecnologia a um nicho que, segundo Oliveira, estava carente de inovações. “A última tinha sido o uso do WhatsApp” diz ele.

Praticidade – A plataforma surgiu em 2017, quando Oliveira e outros dois sócios, Flavio Brandão e José Kuiaski, notaram um potencial no mercado de combustíveis. Os três acreditavam que a tecnologia poderia tornar os processos mais ágeis para os donos de postos.

Para validar a proposta, eles começaram com um sistema básico de comparação de preços. “Por um mês, eu virei ‘secretário’ de alguns postos. Pegava o telefone de manhã, ligava para distribuidoras, reunia os preços em um site e mandava o link para os donos“, explica Oliveira. A proposta deu certo – e eles logo foram notando outras “dores” desses locais.

Aplicativo da Pronto Combustíveis (Foto: Divulgação)

O acesso ao crédito e ao transporte das cargas foram as principais delas.

Por isso, o aplicativo passou a oferecer esses dois serviços em seu sistema.

Acesso – Hoje, os mais de mil postos cadastrados podem solicitar que o pagamento seja feito dias após a compra do combustível. A análise de crédito é feita por duas empresas parceiras da plataforma.

Já o transporte é oferecido por transportadoras e caminhoneiros independentes. Graças ao planejamento logístico, é possível até mesmo ratear o transporte entre dois ou mais estabelecimentos.

“O sistema garante aos postos pequenos uma eficiência que só os grandes poderiam ter, como pagamento antecipado ou caminhões próprios, por exemplo”, explica Oliveira.

Para faturar, a plataforma cobra uma comissão dos parceiros a cada empréstimo ou transporte efetuado. Desde 2017, a plataforma já captou cerca de R$ 5 milhões em investimentos. Parte deles foi aplicada pela Ipanema Ventures, da qual Oliveira é sócio, e parte vem de uma rodada com investidores anjos. Ele prefere não revelar o faturamento da empresa, mas afirma que ela movimenta cerca de R$ 35 milhões por mês em transações.

Abrangência – Hoje, a Pronto Combustíveis tem cerca de 20 distribuidoras cadastradas e atende as regiões de Guarulhos, Paulínia e São José dos Campos, todas em São Paulo. O objetivo é chegar em breve aos municípios paulistas de Ribeirão Preto e Bauru e aos estados do Paraná e Mato Grosso do Sul.

“Hoje, temos vários postos cadastrados que estão em regiões que ainda não são atendidas. Estamos indo para esses locais para acompanhar essa demanda”, diz Oliveira.

Fonte: PEGN

+++ Leia também – A solidão do revendedor bandeira branca

+++ EVENTO EXCLUSIVO: De Revendedor para Revendedor em São Paulo – Informe-se

+++ Venda direta do Etanol: Como o revendedor pode se preparar?

1 COMENTÁRIO

  1. Muito interessante a plataforma que facilita a vida dos donos de postos de combustíveis. Torna mais democrática a negociação… abaixo os cartéis. Parabéns à startup

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here