Conferência do MTE discute riscos do benzeno com revendedores de combustíveis

  • 20/11/2018 | 0 comentários |

    Banner_Portaria_1109_NR9

    Auditor fiscal do Ministério do Trabalho alertou sobre cuidados que devem ser tomados no uso do produto, incluindo orientação ao trabalhador e monitoramento dos riscos à exposição

    O Ministério do Trabalho participou na quinta-feira (8) de conferência sobre os efeitos ocupacionais do benzeno, realizada pelo Ministério Público do Trabalho, no auditório da Procuradoria Geral de Justiça (PGJ). O objetivo do encontro foi informar a sociedade sobre os danos à saúde causados pelo benzeno.

    No evento, o auditor fiscal do Trabalho e especialista em Medicina do Trabalho Paulo Sérgio de Andrade Conceição, da Superintendência Regional do Trabalho da Bahia (SRT-BA), ministrou palestra aos 438 participantes de postos revendedores de combustíveis de todo o estado sobre os riscos da utilização do benzeno na gasolina e os agravos que pode causar à saúde dos trabalhadores. Conceição tratou do controle da exposição ocupacional em postos revendedores de combustíveis, detalhando as normas presentes no anexo 2 da Norma Regulamentadora nº 9, que disciplina essa atividade.

    Cuidados – Doutor em Saúde Pública e representante do Ministério do Trabalho na Comissão Nacional Permanente do Benzeno, ele comentou sobre os cuidados que devem ser tomados no uso do produto, incluindo orientação contínua dentro da empresa, monitoramento dos riscos à exposição, utilização de Equipamentos de Proteção Individual e Coletivos, além de realização de exames médicos semestrais, com foco central no hemograma.

    benzeno_onlineA médica do Trabalho Rita de Cássia Costa Camarão, especialista em Medicina de Tráfego, Medicina Legal e Perícia Médica, aprofundou o debate tratando do adoecimento e do cuidado com o trabalho dos frentistas. “Juntos, realizamos um amplo debate para esclarecer dúvidas quanto aos procedimentos seguros a serem adotados pelos empregadores e empregados para a preservação da saúde e proteção contra acidentes de trabalho”, informou Camarão.

    Segundo o procurador-chefe do MPT-MA, Luciano Aragão, que fez a abertura do evento, a proteção em relação à exposição ocupacional ao benzeno em postos revendedores de combustíveis se insere no planejamento estratégico do órgão, como meta prioritária até 2019. “Após essa conferência, o MPT não se furtará em adotar todas as medidas necessárias para garantir a observância da lei. O que está em jogo é a vida dos trabalhadores. Nós atuaremos para garantir sua preservação, e nossos parceiros estarão conosco nessa missão”, pontuou.

    Fonte: Ministério do Trabalho

    Edvaldo Santos - Assessoria de Imprensa

     

    banner_Leia _também1

    +++ LEIA TAMBÉM : Benzeno na Pista – Câmara Exclusiva mostra a contaminação ao vivo !

    +++ LEIA TAMBÉM: Dicas para reduzir a contaminação com Benzeno

    EXPOSIÇÃO BENZENO - PORTARIA 1109

Escreva sua dúvida ou comentário