Avanço tecnológico abre mais canais para revendedores se conectarem com seu público e com as distribuidoras

As medidas exigidas para controle da pandemia de Covid-19 ajudaram a impulsionar algo que já era tendência nos hábitos de consumo: a digitalização dos serviços.

Experiências digitais estão mais presentes na rotina dos consumidores. Segundo estimativa
da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, no ano passado 20,2 milhões de pessoas realizaram pela primeira vez uma compra pela internet. Além disso, 150 mil lojas começaram a vender seus produtos também por meio das plataformas digitais.

Os postos de gasolina já acompanham essa tendência há tempos, aderindo, por exemplo, aos pagamentos digitais como alternativa para realizar transações. Isso acelerou o desenvolvimento de novas soluções com benefícios para consumidores e empresas.

O PIX, ferramenta eletrônica criada pelo Banco Central em 2020, é um exemplo. Até maio deste ano, um terço da população adulta do país já tinha usado o recurso – e as transações com PIX passaram a representar aproximadamente 80% do total no país.

O cashback, recurso já utilizado por revendedores de combustíveis como estratégia para fidelizar os clientes, tende a continuar crescendo, segundo o especialista em Marketing Digital e fundador do portal Brasil Postos, Renato da Silveira. “O cliente percebe
valor genuíno ao receber de volta parte do seu investimento. No caso dos motoristas autônomos, isso faz uma diferença ainda maior”, conta.

Mudança de comportamento

Para se adaptar a essa realidade, o revendedor precisa entender que ela envolve, principalmente, uma mudança comportamental. Silveira vê as transformações que a revenda passa nos últimos anos como um reflexo das novas formas de relacionamento com o cliente, otimização das operações e a transformação da comercialização do produto principal, o combustível, em venda de serviços automotivos, de conveniência e em
novas oportunidades que agreguem valor na jornada de compra.

Ou seja, se antigamente os motoristas escolhiam o local de abastecimento apenas pela localização, agora a decisão também é influenciada por aplicativos de descontos, relacionamento, geolocalização e fidelização, além da facilidade do pagamento digital.

Entre as vantagens de aderir a tais ferramentas está o conta o direto com clientes. “Este contato é o início de um relacionamento no qual será possível entender dados importantes como os hábitos de consumo, o volume de compra, informações do veículo, a rota do motorista e outras informações que podem se transformar na oferta de novos serviços para
esse cliente”, completa.

Estratégia de Marketing Digital para Posto de Combustível e Loja de Conveniência. Parte 1 - Portal e Academia Brasil Postos
Mais de 50% dos motoristas chegam até o posto por influência de aplicativos como waze, maps, uber, pix, AME e Abasteça Aí

Uma análise semelhante é feita pelo diretor de operações da startup de tecnologia Farejeiro, Rodrigo Lorencini.

De acordo com ele, mais do que fidelizar consumidores e agilizar as transações, essas soluções digitais facilitam a gestão estratégica dos postos e auxiliam no controle de qualidade, oferecendo ainda informações e indicadores para tomadas de decisão. “As ferramentas tecnológicas desenvolvidas para postos de combustíveis promovem a simplificação de etapas, processos e rotinas diárias, obtendo dados palpáveis, análises de
desempenhos e uma visão mais ampla e sistêmica do negócio”, diz.

Tecnologia da informação pode ser uma grande aliada para ampliar oportunidades de negócios e faturar mais

A tecnologia da nuvem é outra realidade recente no setor. Ela consiste no fornecimento de serviços de computação, incluindo servidores, armazenamento, bancos de dados, rede, software, análise e inteligência, pela Internet (a chamada “nuvem”).

Deste modo, permite acessar e processar uma enorme quantidade de dados, além de fazer a entrega de serviços inteligentes em tempo real.

“Isso já acontece no nosso dia a dia, por exemplo, quando estamos usando o Waze e ele processa nossa localização e nos mostra o melhor caminho”, explica Renato da
Silveira, especialista em Marketing Digital.

Agora, a tecnologia 5G deve melhorar a performance de entrega e, aliada à inteligência artificial, sugerir mais alternativas.

No posto de combustíveis, conforme explica o especialista, a tecnologia de informação pode ser utilizada para prever o fluxo de veículos e sugerir uma escala de trabalho mais eficiente com base nos dados históricos de vendas e aplicativos que avaliam o fluxo de movimento.

Alternativas para os Cartões de Frotas

“Em breve teremos alternativas para os Cartões Frota, que muitas vezes cobram taxas abusivas dos revendedores simplesmente por intermediar o relacionamento entre postos e frotistas. Também estão surgindo soluções de crédito online para os motoristas
autônomos, venda de seguros e outros serviços”, complementa Silveira.

O especialista acredita que o setor dos postos de combustíveis vive uma
“bancarização”, isto é, um aumento de serviços financeiros disponíveis, reflexo
do que ocorre em todo o varejo.

“Uma característica do nosso setor é ter um volume muito grande de clientes e de
transações financeiras. Cabe ao revendedor aproveitar esta oportunidade. As grandes distribuidoras já perceberam isto e estão cadastrando os clientes dos postos em seus próprios aplicativos”, diz Silveira.

Os aplicativos de gestão também são tendência crescente.

“Já é fácil encontrar aplicativos que auxiliam no compra de combustíveis pelos postos bandeira branca, aplicativos de check list que ajudam na padronização dos postos, que fazem o controle e contagem de estoque na loja de conveniência e uma infinidade de soluções que ajudam a resolver problemas da gestão”.

Informação e segurança

Segundo Lorencini, a automação não requer necessariamente altos investimentos, mas é importante escolher soluções de empresas sólidas e confiáveis, observando os termos que
tratam da segurança das informações e do compartilhamento de dados.

Isso evita que o empresário tenha surpresas desagradáveis no futuro.  Nesse sentido, vale lembrar que, no ano passado, entrou em vigor a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

“Cabe ao revendedor buscar quais são as medidas para proteger todos os dados dos clientes que transitam no seu estabelecimento. O segmento de postos de combustíveis é um dos segmentos mais fiscalizados no país e com a LGPD não vai ser diferente”,
completa Lorencini.

Distribuidoras investem em ferramentas digitais

Pagamento mobile, reconhecimento de placas, personalização de consumo e dashboards de performance (painéis gráficos que sintetizam os principais indicadores de desempenho) despontam como recursos estratégicos para as distribuidoras.

A BR, por exemplo, possui projetos em todas estas áreas, além de investimentos em
startups de tecnologia avançada e a criação de um hub (centro) de inovação para acelerar a transformação digital do varejo de combustíveis.

A arquiteta de Aplicações e Inovação da Diretoria de TI e Digital da BR Distribuidora, Elisa
Gomes, afirma que, quando aplicada de maneira objetiva e centrada no cliente final, a
transformação digital representa um ganha-ganha para todas as partes envolvidas.

“Clientes finais ganham uma jornada customizada e adequada a suas necessidades, além de promoções mais direcionadas e maior oferta de valor. Os revendedores ganham com o
incremento de vendas, satisfação e a consequente maior fidelidade de seus clientes”.

O Premmia, programa de fidelidade da rede de postos Petrobras, tem como parceiro de meio de pagamento o AME Digital.

O diretor de Marketing da Raízen, Javier Alemandi, destaca entre as iniciativas da distribuidora um app de pagamento exclusivo para a rede de postos Shell, criado já em 2016. “O Shell Box oferece experiência 100% digital, sem necessidade de contato
com máquinas de cartões ou com o frentista. O consumidor nem precisa sair do carro para
efetuar o pagamento”, diz.

A Shell também possui a plataforma ‘Minhas Campanhas’, que permite ao revendedor
criar dinâmicas próprias para promoções via Shell Box. Por meio do próprio aplicativo, ele
poderá conceder descontos e premiações.

A Rodoil, por sua vez, também foca em aplicativos. O Rodoil Conecta é um APP destinado
aos clientes diretos e postos revendedores. Com ele, o gestor e a equipe dos postos
possuem um canal direto com a distribuidora. A ferramenta também permite realizar
pedidos online, verificar preços de combustíveis e produtos, analisar relatórios de histórico
de compras e informações financeiras, acompanhar treinamentos, mandar mensagens para a equipe Rodoil, fazer download de materiais de apoio à revenda, entre outras
funções.

Recentemente foi lançado um outro aplicativo, o Rodoil na Pista, exclusivo para manter os
funcionários de pista informados sobre a nova gasolina da Rodoil, a DuraMais. O APP destaca campanhas de incentivo para comercializar o produto.

Já a Ipiranga modernizou suas movimentações financeiras por meio do novo “Abastece
aí”. O aplicativo inclui uma série de benefícios aos usuários dos serviços da rede, como o
cashback e a participação em sorteios.

Fonte: Revista Escalada – Escrito por: Gisele Barão

+++ Chegou o Aplicativo de Checklists Inteligentes Brasil Postos

+++ Digitalize e Controle as Rotinas do Posto e da Conveniência – App Checklist Inteligentes Brasil Postos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here