Ampliação é referente à distribuição e logística de combustíveis da região.

Visando a excelência operacional, a Raízen eleva sua presença no Triângulo Mineiro, considerada uma localização estratégica para a distribuição de combustíveis. A praça recebeu incremento operacional da empresa licenciada da marca Shell por meio da expansão em terminais para distribuição de combustíveis e da inauguração de um ponto de abastecimento para aeronaves.

O plano executado contemplou a expansão do terminal para distribuição de combustíveis operado em Uberlândia (MG). Após a conclusão das obras, o terminal deve ganhar um aumento de 67% em capacidade de ‘tancagem’, podendo armazenar até 20.000 m³ de combustíveis.

No mesmo município, a Raízen inaugurou em fevereiro de 2016 um novo ponto de abastecimento de aeronaves no aeroporto Ten. Cel. Aviador César Bombonato. A infraestrutura tem capacidade para armazenar 60m³ de combustíveis usados em aviação para atender a demanda comercial e executiva. A empresa contabiliza outros quatro pontos de abastecimento em Minas Gerais nas cidades de Confins, Ipatinga, Pampulha e Governador Valadares. A companhia possui um total de 64 pontos de abastecimento de aeronaves espalhados por todas as regiões do Brasil.

De acordo com Emilio Gouvea, diretor executivo de Aviação da Raízen, a decisão por investir na região faz parte de um forte plano de expansão para melhorar a cobertura e o atendimento aos clientes. “O Triângulo Mineiro é um mercado relevante para nossa estratégia de distribuição e comercialização de combustíveis. A região tem uma grande densidade demográfica, além de uma localização privilegiada com acesso a modais logísticos importantes”.

Alinhado à estratégia de utilizar modais mais eficientes e aproveitando o fluxo de biocombustíveis na região, a Raízen escoa a produção de etanol do Triângulo Mineiro e do Centro-Oeste pelo modal dutoviário para São Paulo e Rio de Janeiro. “No que se refere ao suprimento de derivados claros (gasolina e diesel) no Triângulo Mineiro, a Raízen abastece a região com produto também recebido pelo sistema de dutos desde a refinaria de Paulínia. O recebimento de derivados de petróleo via duto traz eficiência no transporte desses produtos se comparado a outros modais”, ressalta o diretor de Novos Negócios e Infraestrutura da Raízen, Nilton Gabardo.

No total, os investimentos realizados pela empresa são avaliados em R$ 31 milhões e aumentam a representatividade da companhia na região do Triângulo Mineiro. O consumidor final também consegue perceber a presença da Raízen pelos 75 postos da marca Shell presentes na região.

Fonte: http://www.segs.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here