Estabelecimento estava em reforma no bairro Sanvitto. Outros dois feridos estão em atendimento.

Uma explosão em um posto de combustíveis matou uma pessoa e feriu outras duas em Caxias do Sul. O incidente aconteceu pouco antes das 16h desta segunda-feira (20). Os Bombeiros e o Samu atenderam à ocorrência. A causa da explosão ainda não está esclarecida. O estabelecimento está em reforma e, por isso, não atendia ao público nesta tarde.

A explosão aconteceu no posto da rede Sim da Rua João Nichelle, no bairro Sanvitto, próximo da RS-122. De acordo com informações dos Bombeiros e de testemunhas, o incidente aconteceu com três funcionários terceirizados que trabalhavam na limpeza de um tanque de etanol, que fica enterrado abaixo das bombas.

Um dos funcionários estava dentro do tanque no momento da explosão e foi arremessado para fora, atingindo a estrutura metálica superior do posto. Ele morreu na hora.

Uma explosão aconteceu em um posto de gasolina que está em reforma em Caxias do Sul na tarde desta segunda-feira (20). Foi no posto Ditrento da Rua Joao Nichelle, no bairro Sanvitto, próximo a RS-122. Apenas funcionários que trabalham na reforma estariam no local no momento da explosão.

Os outros dois funcionários, que estavam próximos ao tanque, foram queimados e socorridos pelos Bombeiros e Samu. Não há, por enquanto, mais informações sobre a ocorrência. O Hospital Pompéia confirma que atende a um homem em estado grave, também vítima da explosão no posto. A terceira vítima foi levada pelo Samu até a UPA Central e seu estado não seria grave.

De acordo com o diretor administrativo da rede de postos SIM, Bruno Bregoli Soares, os funcionários de uma empresa terceirizada especializada, provavelmente da região Metropolitana, realizavam a limpeza de um tanque de etanol, procedimento padrão realizado antes da reposição do combustível. Ele confirmou que a loja estava em reformas e que a pista de abastecimento iria reabrir ao longo desta semana.

— Agora estamos empenhados em dar suporte à família da vítima e entender o que houve — declarou o diretor.

Ainda segundo Soares, o incidente não gerou danos estruturais de grandes proporções e o local não oferece riscos neste momento.

Por meio de nota emitida no final da tarde desta segunda-feira, a rede reiterou que “o fato será investigado pelos órgãos competentes e as causas analisadas pela perícia. A SIM lamenta profundamente o ocorrido e se solidariza com os familiares da vítima. Novas informações serão disponibilizadas assim que possuirmos maiores detalhes sobre o incidente”.

Bomba elétrica pode ter motivado explosão em posto de combustíveis em Caxias

Laudo foi divulgado nesta terça-feira

A perícia realizada pelo Instituto Geral de Perícias (IGP) na Serra, divulgou, nesta terça-feira, o laudo apontando duas prováveis causas que contribuíram para explosão que matou um homem e deixou outros dois feridos em um posto de combustíveis de Caxias do Sul, na tarde desta segunda-feira. Conforme o perito criminal e coordenador regional do IGP, Airton Kramer, o uso de uma bomba elétrica para drenar um resto de combustível e a falta de um detector de gases foram fatores que contribuíram para a explosão que houve.

Para Kramer, o ideal seria usar uma bomba mecânica ou automática. Além disso, a perícia apontou que a bomba elétrica usada era antiga e tinha remendos no cabo.

O coordenador regional do IGP informou, ainda, que a perícia constatou que a empresa terceirizada para realizar o serviço não tinha equipamento adequado para detectar gases. A empresa disse aos peritos que tinha detector, mas que estava na sede da empresa na Região Metropolitana. O laudo do IGP foi encaminhado para a Polícia Civil.

A fiscalização da Secretaria do Trabalho do Ministério da Economia também apura as causas do acidente e as possíveis responsabilidades. Em nota divulgada nesta terça-feira, a rede SIM reafirmou que seguirá acompanhando todos os processos e prestando assistência e solidariedade as vítimas e familiares.

+++ Qual é a importância de manter uma diferença entre o preço da Gasolina Comum da Aditivada ?

+++ Tarifa dinâmica consegue aumentar a lucratividade do posto em até 10%

+++ Formulação de preços com inteligência artificial abre caminho no segmento de postos de combustíveis

+++ Foco na lucratividade

+++ Postos perdem até 50% da margem de lucro nas vendas com cartões frota

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here