Toda a decisão de precificação utiliza, em maior ou menor grau, a referência de preços do mercado.

Nesse aspecto, o varejo de combustíveis é, possivelmente, um dos mais competitivos, considerando que muitas vezes as diferenças nos preços estão na terceira casa decimal. Em alguns cenários, coletar os dados de preços dos concorrentes pode ser uma tarefa relativamente fácil, e a decisão de qual preço praticar no seu negócio acaba sendo o grande problema do gestor – como é o caso da Alemanha, onde os dados de preços na bomba de combustíveis são públicos. J

á no mercado brasileiro, ter dados de preços dos concorrentes muitas vezes envolve um trabalho manual e oneroso, realizado pelo próprio gestor do posto ou da rede.

Existe um aspecto oculto que muitas vezes passa despercebido quando pensamos na rotina de consulta de preços manual que ocorre em grande parte do mercado atualmente: o tempo. E como todos sabemos, se estamos desperdiçando tempo, estamos perdendo dinheiro.

Neste infográfico desenvolvido pela Aprix, é possível projetar quanto custa passar de carro pelos seus concorrentes diariamente para analisar seus preços. Esse valor, quando consideramos uma operação de um posto, talvez não seja tão representativo.

Mas ao considerarmos que praticamente todos os gestores dos mais de 40 mil postos do país realizam a mesma tarefa, diariamente, qual será o valor que a revenda de combustíveis nacional deixa na mesa ao longo de um ano com essa ineficiência? Segundo nossa estimativa, o valor pode representar para o setor o equivalente ao faturamento de uma rede de 13 postos sendo desperdiçado em uma atividade que não agrega valor algum ao cliente.

A novidade é que a Aprix já resolve esse problema.

Através de uma tecnologia própria, a Aprix já é capaz de coletar dados diários de preços de mais de 12 mil postos no Brasil. Esses dados são concentrados a partir de fontes abertas que disponibilizam dados de preços ao consumidor final e, uma vez registrados, passam por uma série de tratamentos para garantir que sejam confiáveis e atualizados.

Dessa forma, os clientes que utilizam nosso sistema e optam pelo produto PRO recebem diariamente os preços atualizados dos concorrentes pela plataforma da Aprix, além do WhatsApp e do e-mail. Esse dado é essencial para que as melhores decisões de precificação sejam tomadas, seja pelo gestor do posto ou pelo sistema da Aprix, que recomenda diariamente qual preço deve ser praticado na bomba de combustíveis para que nosso cliente tenha a melhor rentabilidade possível.

 Nesse vídeo, é possível consultar e entender o funcionamento do sistema.

 Quer saber mais sobre o sistema? Entre em contato com um dos nossos consultores! Teremos prazer em ajudar.

TENHA A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL COMO SUA ALIADA NA PRECIFICAÇÃO DO SEU POSTO.

Sobre a empresa – A Aprix é uma startup brasileira pioneira no desenvolvimento de sistemas de precificação para postos de combustíveis utilizando Inteligência Artificial.

Maximizamos a lucratividade de postos de combustíveis utilizando precificação dinâmica para capturar oportunidades de ganho de margem.

Atualmente a empresa trabalha com redes conhecidas como Rede Buffon e Redes VIP 24h no RS, Rede Pica Pau em MG e redes de postos em SP. Além disso, tem como sócio e membro do conselho o ex CEO da Ipiranga Alfredo Tellechea.

Contato: BERNARDO QUEIROZ – 51 9 9966-9128

Rua Dona Laura 471/702 | Porto Alegre – RS – Brasil
[email protected] – https://www.aprix.com.br/

Linked in : https://www.linkedin.com/in/bernardo-queiroz/

+++ Como a precificação estratégica pode ajudar a minimizar os efeitos da crise

+++ O sistema de coleta de preços da Aprix: 10 mil postos monitorados no Brasil

+++ Como o marketing afeta o preço?

+++ Como a precificação dinâmica torna os mercados mais eficientes?

+++ 4 passos simples para maximizar os resultados do seu posto com o uso de dados

+++ Você está definindo preços da forma correta?

+++ Tarifa dinâmica consegue aumentar a lucratividade do posto em até 10%

+++ Formulação de preços com inteligência artificial abre caminho no segmento de postos de combustíveis

+++ Foco na lucratividade

+++ Postos perdem até 50% da margem de lucro nas vendas com cartões frota

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here