Caros leitores, o canal de conveniência se movimenta rapidamente e sinto que o mercado borbulha, assim como minha panela de molho de tomates.

O Brasil engatinha no setor de conveniência e terá que evoluir muito para galgar um espaço relevante diante do novo mundo e seus novos desafios.

Em nosso país, vemos movimentações de redes de conveniência não relevantes do canal, que começam a ter força e fazer algo fora da caixinha.

As transformações do setor, que ocorreram pelo mundo, foram possíveis por se tratarem de mercados abertos e muito mais competitivos e desafiadores.

Revendedores, em mercados internacionais, possuem acesso a uma gama de produtos que atualmente não encontramos nem em sonhos no mercado brasileiro.

A carência de logística compartilhada e de food service é uma triste realidade.

Quando vemos a movimentação de mercados de proximidade invadindo o canal pelo mundo, em bairros, ou em postos de gasolina, vejo o quão longe o canal de conveniência está em razão da falta de um bom mix de produtos e lojas, que possam traduzir a realidade.

Na contramão do canal, vemos um dos maiores centros de distribuições da América Latina na mão de companhias petrolíferas. Será que esse mercado não está sendo bloqueado? 

Quando falamos de varejistas de proximidade relevantes, são aqueles que possuem know-how de operação no segmento por se tratarem de lojas de próprias.

Em matéria anterior, abordei a falta de know-how das companhias de petróleo, pois  abandonaram a ponta da cadeia final do Biz, dificultando, assim, a transferência de conhecimento para seus revendedores.

Na humilde opinião deste Chef e colunista, a melhor operação e revenda de conveniência do Brasil atual se encontra na Shell.

Aquelas estruturas arcaicas como os hipermercados de grandes centros de compras, cada vez mais ficam distante do varejo devido aos custos e a mudança de comportamento de compra do consumidor. Tornando-se, desta maneira,  cada vez mais um centro de B2B do que B2C.

O surgimento do atacarejo, nos últimos anos,  demonstrou a mudança de perfil do consumidor.

Sendo assim revendedor, essa é sua oportunidade de virar o triste jogo, que vive o setor de combustível no país.

Essa belezinha dentro do seu posto, que se chama loja de conveniência, está na boca do povo e muitos segmentos estão de olho!

Enquanto muitos shoppings, franquias e grandes lojistas não voltam às suas atividades, em um mundo pós covid-19 de recuperação judicial das empresas, surge um mundo de oportunidades. Caso não consiga fazer a mudança necessária, procure ajuda de um especialista em varejo.

Abaixo, cinco itens que eu o chef Borba, primeiro Chef de lojas de conveniência do Brasil acredita que você deve atentar obrigatoriamente em um mercado de proximidade: pães, bebidas alcoólicas, sorvete, carnes e produtos de limpeza.

Para os mestres cucas de plantão, deixo uma receita para arriscar no próximo dia dos pais.

Tagliatelle com Azeite Trufado Reduzido no Vinho do Porto com Filé Mignon e Tomates Coquetéis

Ingredientes

1 cálice de vinho do Porto

1 dúzia de tomates coquetéis maduros

1 cebola grande

1 maço de manjericão roxo fresco

2 colheres de sopa de manteiga francesa

4 latas de molho de tomate pelado em cubos

Sal rosa

Pimenta do reino

Azeite

Lascas de queijo grana padano

750 g de tagliatelle

750 g de filé mignon

2 litros de caldo de carne

1 colher de azeite de trufa negra

Modo de Preparo

Coloque o tomate coquetel em água com solução sanitizante por quinze minutos. Em seguida, lave em água corrente. Reserve.

Em uma tábua, pique o filé mignon em cubos pequenos com a ponta da faca. Reserve.

Rale a cebola. Reserve.

Aqueça o caldo em uma espagueteira, ou panela alta. Após isso, abaixe o fogo.

Em uma panela grossa, adicione uma colher de azeite e a manteiga. Em seguida, jogue o maço de manjericão. Aromatizando-o. 

Doure a cebola até que fique translúcida e, depois, acrescente as latas de molho. Limpe o fundo de cada uma com três dedos de água filtrada, passando de uma para outra e por fim para a panela. Adicione o vinho do Porto. Cozinhe por meia hora, mexendo para que não grude no fundo.

Em uma frigideira, coloque a outra colher de azeite e sele rapidamente os cubos de mignon, salpique sal e pimenta.  Leve-os, em seguida, para a panela do molho, acertando o sal e a pimenta do reino. Reserve.

Aumente ao máximo o fogo do caldo de carne, acerte o sal e cozinhe a massa de acordo com o tempo indicado na embalagem do fabricante. Escorra a massa e disponha o molho por cima.

Pegue uma frigideira, disponha dois fios de azeite e puxe os tomates até que fiquem roasted com aspecto dourado. Polvilhe sal e use-os para decorar.

Adicione a pimenta do reino, lascas de grana padano, manjericão roxo e uma colher de azeite de trufa negra. Sirva em seguida.

Dica do Chef

Sirva com um bom pão de fermentação natural de casca dura. Um fraterno 

+++ LEIA TAMBÉM : Serviço de Delivery – Uma obrigatoriedade para o mercado de Lojas de Conveniência

Sobre o CHEF LUIZ BORBA: oriundo de família portuguesa e espanhola, a gastronomia sempre esteve muito presente em sua vida. O Chef Luiz Borba se especializou em consultoria gastronômica, em especial nos postos de gasolina. Atualmente trabalha como consultor gastronômico, especializado na criação de cardápios, capacitação de funcionários entre outros cursos. Seu ramo gastronômico está na grande influência que o Chef tem diante da cozinha mediterrânea, frutos do mar e, principalmente, na construção de sabores. O Chef oferece comida fresca, saborosa e acessível para lojas de conveniência.

Assista ao vídeo e Aprenda como proteger sua equipe e funcionários da loja de conveniência .


CONHEÇA A 4ALL CONVENIÊNCIA

A 4ALL Conveniências, marca de uma nova licenciatura para o segmento de conveniências gourmet no Brasil, oferece, em um dos seus modelos de negócios, drive-thru como opção para o revendedor e uma área dedicada para saída de vendas do delivery em app. Com diversas marcas de restaurantes como: Crazy Mex, Box Dog, Malabie Cozinha Árabe e Yoi, a primeira temakeria do mundo. Tudo em prol para o aumento do ticket médio e rotatividade da loja de conveniência.

Não somente o Grupo Sinerfood no Brasil, mas outras grandes redes de restaurante, que atualmente estão fechadas nos pontos físicos, devido a pandemia, já sinalizaram que irão migrar para o setor e implantarão o serviço de drive- thru nas lojas. É o caso da rede Taco Jonh’s.

Se você se interessa por informações do segmento de loja de conveniência acesse a Categoria Loja de Conveniência do Blog Brasil Postos.

+++ LEIA TAMBÉM : Serviço de Delivery – Uma obrigatoriedade para o mercado de Lojas de Conveniência

Fique atento que o Procon vem aí!

+++ Conheça as lojas de conveniência dos Estados Unidos – Parte 1 – Assista ao vídeo

+++ Conheça as lojas de conveniência dos Estados Unidos – Parte 2 – Assista ao vídeo

+++ Conheça o casal brasileiro que está faturando em posto nos EUA – Parte 3

+++ Veja a conclusão do Chef Borba sobre as lojas de conveniência americanas

Aprenda como preparar a equipe da loja de conveniência. CURSO ONLINE para gestores e atendentes. 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here